Notícias

Lei Maria da Penha é tema de capacitação oferecida a Policiais Civis e Militares em Conde

A Prefeita Márcia Lucena participou nesta terça-feira (04) do encontro “Qualificando a proteção, a justiça social para as mulheres com a Lei Maria da Penha”. O evento foi uma capacitação para os policias civis e militares e o município de Conde foi escolhido para sediar esta capacitação. Também estiveram presentes o Delegado Geral da Polícia Civil, João Alves de Albuquerque, a Secretária da Mulher e Diversidade Humana da Paraíba, Gilberta Soares e a Delegada da Mulher, Maísa Félix.

Na abertura do evento, Márcia falou da importância do trabalho em conjunto entre a gestão e as polícias no comabte á violência, mais preicsamente na violência contra a mulher “Sabemos que o Conde é a quarta cidade mais violenta com relação a violência contra a mulher. Este é um dado alarmante e nós da gestão juntamente com as polícias Civil e Militar precisamos de momentos como este, que possamos intensificar ações coletivas envolvendo justamente este aspecto  da segurança”, disse.

O Delegado geral da Polícia Civl Dr. João Alves, destacou a importância do momento para os profissionais das polícias civil e militar do estado. “Este momento é de suma importância para as polícias Civil e Militar o estado da Paraíba, a união no combate a violência e principalmente na violência contra a mulher é primordial para que o trabalho possa dar bons frutos”, disse.

O objetivo da capacitação é de atualizar os agente das polícias Civil e Militar, quanto aos aspectos da legislação pertinente e padronizar os procedimentos no que diz respeito ao atendimento das ocorrências que envolvam a violência contra a mulher, de modo a afinar a conduta de todos os agentes da segurança pública ao lidar com estes casos específicos.

A Secretaria da Mulher e Diversidade Humana, Gilberta Soares, ressaltou que a capcitação é de “extrema importância para o atendimento, quer seja ele preventivo ou repressiso dos casos  em que envolvam a violência contra a mulher. É preciso reforçar que os policiais são quem primeiro atendem as vítimas, principalmente em situações que necessitem de emergência e para isso, a rede de enfrentamento a violência precisa estar bem alinhada”. Gilberta reforçou que o momento pede que “todos deem as mãos, não podemos deixar que esses índices de violência contra a mulher aumentem, e para isso, estamos unidos para dar o apoio necessário a estas mulheres.”

A Delegada da Mulher, Drª. Maísa Féliz destacou, “com essa capacitação, podemos trazer aos policiais, os apsectos legais e jurídicos e também a análise de casos práticos, para que os profissionais possam ter segurança e respaldo no momento do atendimento a situações de violência doméstica, de forma a alinhar as condutas das polícias de acordo com as diretrizes da Secretaria do Estado da Mulher e Diversidade Humana”, disse.

Prefeitura Municipal de Conde