Notícias

Lia de Itamaracá faz show no Carnaval Cultural de Conde

Lia de Itamaracá será uma das principais expressões artísticas do Carnaval Cultural de Conde em 2018, informou na manhã desta quarta-feira (27) a prefeita Márcia Lucena. A cantora, dançarina e compositora pernambucana que internacionalizou a ciranda, (na Europa e nos Estados Unidos é considerada “uma diva negra da música”) fará show em Jacumã na noite de sábado, integrando a programação que se inicia à tarde, no Centro de Conde, com o bloco Cafuçu e o grupo de percussão Tambores do Tempo.

“A presença de Dona Lia de Itamaracá é uma conquista do nosso Carnaval”, definiu a prefeita de Conde Márcia Lucena, para quem “o importante em nossa festa é essa proposta de promover a folia, a diversão, sempre pensando no legado da nossa cultura popular, com a presença dos elementos que remetem à nossa diversidade e trazendo para a rua quem realmente faz a cultura acontecer como é o caso de Lia de Itamaracá”, explicou a prefeita.

As orquestras de frevo, os blocos de arrasto, os grupos que se dedicam ao samba e aos outros gêneros musicais que fazem o Carnaval de Jacumã, em Conde, já estão em diálogo com a comissão de organização do evento para definição dos horários de desfiles e da participação nas áreas em que tradicionalmente os foliões se concentram a exemplo da Avenida Ilza Ribeiro (principal de Jacumã). A programação cultural está em fase de definição e será anunciada possivelmente no início da próxima semana.

 

A ESTRELA LIA

Lia de Itamaracá é considerada a mais importante cirandeira do Brasil. Maria Madalena Correia do Nascimento é natural de Itamaracá (PE), e desde a infância participa de rodas de ciranda. Notabilizou-se no Brasil ainda nos anos 1960 quando a cantora e compositora pernambucana Teca Calazans incorporou os versos “Esta ciranda/quem me deu foi Lia/que mora na ilha de Itamaracá” a um tema que gravou.

Em 1977 lançou o primeiro disco com músicas de sua autoria intitulado “A Rainha da Ciranda”. O sucesso nacional ela conquistou em 1998 ao participar do festival Abril pro Rock. No ano 2000, gravou o segundo disco, “Eu sou Lia”, lançado com sucesso também na França. Lia de Itamaracá consolida a cada show uma trajetória de aplausos e de reconhecimento pelo trabalho de difusão da Ciranda que realiza desde os 12 anos. A mestra cirandeira nasceu em janeiro de 1944.

Prefeitura Municipal de Conde